Política Mudança no Governo

Witzel resolve demitir quatro secretários para se livrar de denúncias

Acusações de fraude nas lictações de respiradores foi o que motivou o Governador

17/05/2020 16h37
Por: Redação - Noticiário do Rio Fonte: Agenda do Poder
Wilson Witzel - Reprodução
Wilson Witzel - Reprodução

O freio de arrumação que Wilson Witzel pretende dar ao governo prevê a demissão de quatro secretários: Lucas Tristão (desenvolvimento econômico), Leonardo Rodrigues (ciência e tecnologia ) Pedro Fernandes (educação) e Edmar Santos (saúde) que se antecipou hoje e pediu exoneração. De com acordo com uma fonte do Palácio Guanabara, Witzel vai se livrar dos quatro colaboradores para tentar descolar o governo dos escândalos já vindos à tona e de outros ainda encobertos. 

A decisão foi tomada neste fim de semana, após a constatação de que era necessário refundar a administração estadual em novas bases políticas, sem o que o governo em seu todo sucumbiria diante das graves denúncias de corrupção. A medida traz desconforto ao governador, pois exigirá o sacrifício do amigo Lucas Tristão, considerado homem-forte no círculo de colaboradores do Witzel. Tristão mantinha relação muito próximas do empresário Mário Peixoto; frequentava com regularidade a residência do empresário e, de acordo com as investigações, ligava até 20 vezes ao dia para o maior fornecedor do governo. 

As quatro secretarias – Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Educação e Saúde – seriam as mais contaminadas pela atuação de Mário Peixoto em volumosos contratos suspeitos sem licitação.

3 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.