Política Operação Placebo

Defesa pede ao STJ que Witzel seja excluído do inquérito de fraude contratual

Advogados dizem que investigação começou com dossiê apresentado por tropa de choque de Bolsonaro, Witzel e sua esposa chegaram a sofre busca e apreensão na Operação Placebo.

02/06/2020 13h25 Atualizada há 1 mês
Por: Redação - Noticiário do Rio
Foto: Sérgio Lima
Foto: Sérgio Lima

A defesa do governador, Wilson Witzel (PSC), afirmou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que não há elemento mínimo que o vincule a qualquer tipo de fraude ocorrida eventualmente em contratos emergências para o combate ao coronavírus, e aponta que existem inconsistências e atropelos nas avaliações feitas pela Procuradoria Geral da República (PGR) nos desdobramentos do caso.

 

Segundo os advogados, o chefe do Executivo local deve ser excluído das apurações e o inquérito deve ser enviado para a primeira instância.

 

A defesa ainda alega que o dossiê foi apresentado por aliados próximos de Jair Bolsonaro (sem partido), com o único intuito de desgastar a imagem do governador.

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rio de Janeiro - RJ
Atualizado às 21h42 - Fonte: Climatempo
20°
Chuvisco

Mín. 17° Máx. 26°

20° Sensação
19 km/h Vento
88% Umidade do ar
90% (14mm) Chance de chuva
Amanhã (15/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 22°

Chuvoso
Quinta (16/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens
Anúncio