Educação Educação

MPRJ e Defensoria pedem que Prefeitura do Rio mantenha fechamento de escolas

O documento solicita que o município mantenha as unidades fechadas até que haja evidências científicas de uma possível retomada segura das atividades.

30/07/2020 19h31
Por: Redação - Noticiário do Rio Fonte: Band News FM Rio
O ofício considera prematuro o retorno das atividades (Foto: Agência Brasil)
O ofício considera prematuro o retorno das atividades (Foto: Agência Brasil)

O Ministério Público e a Defensoria Pública enviaram uma recomendação à Prefeitura do Rio para que não promova a reabertura das escolas municipais e privadas na capital.

O documento, endereçado ao prefeito Marcelo Crivella, solicita que o município mantenha as unidades fechadas até que haja evidências científicas, fornecidas por autoridade médica ou sanitária, de uma possível retomada segura das atividades. Segundo o ofício, é prematuro o retorno das atividades na ausência de comprovação de requisitos mínimos de segurança.

Foi estabelecido um prazo de 48 horas, a contar da notificação, para que o município envie ao Ministério Público e à Defensoria Pública todas as informações relativas ao atendimento das medidas previstas na recomendação.

Em nota, a Prefeitura diz que está seguindo o Plano de Retomada do Município, determinado pela Justiça, e que as decisões são tomadas com base nas orientações do comitê científico.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rio de Janeiro - RJ
Atualizado às 06h43 - Fonte: Climatempo
22°
Muitas nuvens

Mín. 18° Máx. 28°

22° Sensação
11 km/h Vento
94% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (23/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Sábado (24/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Mais lidas
Anúncio