Quinta, 03 de Dezembro de 2020
Coronavírus COVID-19

Polícia de SP: Causa da morte do voluntário da vacina CoronaVac foi suicídio

PMs encontraram vítima no banheiro ao lado de seringas e ampolas de remédio, segundo o BO.

10/11/2020 20h27
Por: Matheus Carlos de Andrade Fonte: G1
Cadu Rolim /Fotoarena/Folhapress
Cadu Rolim /Fotoarena/Folhapress

A causa da morte do voluntário paulista, que participava dos testes da vacina CoronaVac foi suicídio, indicou o boletim de ocorrência obtido nesta terça-feira (10) pela TV Globo.  

Na véspera, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) havia suspendido temporariamente os testes do imunizante, que é desenvolvido pela farmacêutica chinesa SinoVac. No Brasil, a produção da vacina ficará a cargo do Instituto Butantan, que é vinculado ao governo de São Paulo e também coordena os testes da CoronaVac no país.  

Ao fazer o anúncio da interrupção dos estudos, a Anvisa citou "evento adverso grave", mas não deu detalhes sobre o motivo específico que levou à suspensão.  

Pouco depois da divulgação da causa da morte do voluntário, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, afirmou em entrevista coletiva que "objetivamente, não havia essa informação [de que o voluntário se suicidou] entre as que recebemos ontem [segunda-feira]". 

Ao chegar ao apartamento, os policiais foram recebidos pelo zelador do prédio, que mostrou um homem de 32 anos no chão do banheiro – perto do braço dele, havia uma seringa e diversas ampolas de remédio. O corpo do jovem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Até a última atualização desta reportagem, o laudo necroscópico não havia sido divulgado. O resultado depende do exame toxicológico, que demora mais tempo para ficar pronto.

Com a interrupção do estudo da CoronaVac, nenhum novo voluntário poderá ser vacinado nos testes no Brasil.

Na noite desta segunda, a Anvisa suspendeu os testes da vacina da CoronaVac após ter sido notificada sobre um "evento adverso grave", em 29 de outubro, envolvendo um voluntário.

Mais de dez dias depois, a agência determinou que nenhum novo voluntário poderá ser vacinado até que sejam avaliados os dados e que a Anvisa possa "julgar o risco/benefício da continuidade do estudo".

Segundo uma lista divulgada pela agência, são considerados eventos adversos graves "morte, evento adverso potencialmente fatal, incapacidade ou invalidez persistente, internação hospitalar do paciente, anomalia congênita ou defeito de nascimento, qualquer suspeita de transmissão de agente infeccioso por meio de um dispositivo médico e evento clinicamente significante".

Nesta terça, a Anvisa disse que decisão de suspender os testes da CoronaVac foi "técnica" e baseada na falta de informações

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rio de Janeiro - RJ
Atualizado às 19h45 - Fonte: Climatempo
28°
Nuvens esparsas

Mín. 21° Máx. 37°

32° Sensação
9 km/h Vento
79% Umidade do ar
80% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (04/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sábado (05/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 28°

Chuvoso
Mais lidas
Anúncio