Segunda, 25 de Janeiro de 2021 23:22
Cidade Covid-19

Atriz Nicette Bruno morre vítima de Covid-19

A artista estava internada desde novembro.

21/12/2020 07h18 Atualizada há 1 mês
Por: Redação - Noticiário do Rio Fonte: Band News FM
(Reprodução/ Internet)
(Reprodução/ Internet)

Morre, aos 87 anos, a atriz Nicette Bruno, vítima do coronavírus. A artista estava internada em um hospital particular na Zona Sul do Rio desde o fim de novembro após ter testado positivo para a doença.  A informação sobre a morte da atriz foi confirmada pela unidade. Durante a manhã, o quadro de saúde dela era considerado grave.

Nicette Xavier Miessa nasceu no dia 7 de janeiro de 1933, na cidade de Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro.

Nos mais de 70 anos de carreira, reuniu quase 50 novelas no currículo e mais de 50 peças teatrais As primeiras demonstrações artísticas começaram em um programa infantil de rádio, quando ela tinha apenas quatro anos.

Filha da atriz Eleonor Bruno, seguiu influências da família e teve sua estreia profissional, em 1945, com a peça de teatro Romeu e Julieta, de William Shakespeare.

Dois anos depois, ganhou medalha de ouro de atriz revelação pela Associação Brasileira de Críticos Teatrais. Aos dezessete anos, fundou, em São Paulo, o Teatro de Alumínio, na Praça das Bandeiras e integrou praticamente todas as principais companhias de teatro do país.

Teve passagens pelas TVs Rio, Continental, Excelsior e Rede Tupi até se transferir para a Rede Globo.

Atuou em novelas de sucesso, como “Éramos Seis”, “Selva de Pedra”, “Rainha da Sucata”, “Mulheres de Areia” e “A Próxima Vítima”.

Nicette Bruno conheceu o ator Paulo Goulart nos palcos, com quem se casou, em 1954, aos 20 anos. Eles formaram um dos casais mais queridos da TV.

Da relação, nasceram três filhos: os atores Beth Goulart, Bárbara Bruno e Paulo Goulart Filho. Mas, em 2014, Nicette ficou viúva, quando Paulo Goulart morreu, vítima de câncer.

O grande amor foi inspiração para a montagem do monólogo “Perdas e Ganhos”, com texto de Lya Luft:

Em 1962, Nicette e o marido, foram morar em Curitiba, trabalhando no Teatro Guaíra, lecionando artes cênicas e produzindo montagens. A atriz teve participações no cinema, em filmes como “Canto da Saudade”, “Esquina da Ilusão” e “A Marcha”.

Após ter se afastado por um bom tempo da televisão, voltou nos anos dois mil interpretando Dona Benta na nova versão de um dos maiores sucessos da TV Brasileira: o Sítio do Pica Pau Amarelo.

Além das atuações, Nicette chegou a lançar um livro de culinária em parceria com o seu marido Paulo Goulart: “Grandes pratos e pequenas histórias de amor”, com receitas que o casal criou ou testou em um dos almoços de domingo, ao lado da família e dos amigos.

Espírita, a atriz costumava falar em entrevistas sobre a religião e a tranquilidade na crença de uma passagem para a reencarnação.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rio de Janeiro - RJ
Atualizado às 22h06 - Fonte: Climatempo
29°
Alguma nebulosidade

Mín. 20° Máx. 36°

32° Sensação
4 km/h Vento
66% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 37°

Sol com algumas nuvens
Quarta (27/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 38°

Sol